Será que existiu uma civilização tecnologicamente avançada milhões de anos antes que a humanidade surgisse?

Provavelmente, dizem os cientistas.

O estudo não está baseado (logicamente) em evidências dessa mesma civilização, mas em uma nova revisão da famosa equação de Drake, de 1961 — que procura calcular o número de civilizações inteligentes do universo.

Os cientistas acrescentaram dados coletados pelo telescópio espacial Kepler da NASA e reformularam a equação para calcular a probabilidade de que tenha existido uma civilização alienígena inteligente anterior à nossa, em vez de calcular a existência dessa civilização nos dias de hoje.

O novo estudo indica que, para que nós estivéssemos sozinhos no universo, as probabilidades de desenvolvimento da vida em outros planetas deveriam ser incrivelmente baixas — apenas uma em 10 bilhões de trilhões.

Adam Frank, da Universidade de Rochester, declarou: “A questão sobre a existência de civilizações avançadas no universo esteve sempre afetada por três grandes incertezas da Equação de Drake.”

“Nós já sabíamos aproximadamente, e há muito tempo, quantas estrelas existem. Mas nós não sabíamos quantas dessas estrelas tinham planetas potencialmente habitáveis nem a frequência com que a vida evolui para seres inteligentes, nem quanto tempo essas civilizações podem durar antes de se extinguir.”

“Graças ao satélite Kepler da NASA e a outras pesquisas, agora sabemos que cerca de um quinto das estrelas têm planetas em “zonas habitáveis”, cujas temperaturas poderiam permitir a existência da vida como a conhecemos. Portanto, uma das três grandes incertezas agora foi reduzida.

“Uma em cada 10 bilhões de trilhões, é uma porcentagem incrivelmente baixa”, diz Frank. “Para mim, isso implica que outra espécie inteligente, produtora de tecnologia avançada, muito provavelmente evoluiu antes de nós. Pense nisso desta maneira: antes de nosso resultado, você seria considerado um pessimista se afirmasse que a chance de uma civilização evoluir em um planeta habitável era de, digamos, uma em um trilhão.”

 “Mas até mesmo essa hipótese, uma chance em um trilhão, implica que o que aconteceu aqui na Terra com a humanidade, realmente aconteceu anteriormente, por cerca de 10 bilhões de vezes durante a história do universo.”

Fonte: Yahoo Notícias

curta_fanpagedeixe-seu-comentario

Related Posts