Ainda estamos muito longe de desvendar os segredos do Universo, mas do pouco que conhecemos podemos dizer que há coisas que fogem à nossa compreensão, entre elas algumas formações de galáxias. Separamos abaixo, diferentes tipos que não seguem o mesmo “padrão de beleza” que a nossa Via Láctea. Confira abaixo algumas que se parecem para lá de exóticas aos nossos olhares humanos:
Galáxia Olho Negro: também chamada de M64 ela está repleta de novas estrelas. Seu centro possui bastante hidrogênio, indicando formação de novas estrelas. O mais intrigante dessa galáxia é que estrelas e o gás na parte avermelhada giram para um lado, enquanto, a poeira em torno da estrutura gira para o outro.
Galáxia do Boto: trata-se de um sistema de duas galáxias: o “boto” (que é parte da NG 2936) e o “ovo”, chamado de Arp 142. Esta galáxia está inserida na constelação de Hydra e dentro de um bilhão de anos ou mais as duas galáxias serão uma só.
Galáxia Cata-vento do Sul: localizada na constelação de Hydra, a galáxia Catavento do Sul, ou M83, é uma das mais brilhantes do nosso céu.
Galáxia Sombrero: seu formato parece o famoso chapéu mexicano. Essa galáxia é formada por diversos e variados grupos de estrelas. Não se sabe como os seus anéis foram formados, mas especula-se que no seu interior exista um buraco negro maciço.
Galáxias Antennae: é mais um exemplo de duas galáxias que estão se fundindo, porém em um estágio muito avançado. O próximo passo é atingir um equilíbrio que resultará em uma única galáxia. Somente as maiores estruturas sobreviverão à fusão.
Objeto de Hoag: esta galáxia é formada por estrelas brilhantes e amarelas no centro e um anel azul de estrelas separadas por um gigantesco vazio. Apesar dessa curiosa configuração, trata-se mesmo de uma galáxia única.
Fonte: History

icone_facebook-03 deixe-seu-comentario

Related Posts