Existem três planetas que podem abrigar vida extraterrestre e eles estão a 40 anos-luz da Terra.

A estrela que orbitam, contudo, é muito diferente do nosso sol e, diante dessa descoberta, e possível vislumbrar o quanto o Universo pode nos surpreender.
A estrela, chamada Trappist-1, é uma anã-marrom, do tamanho de Júpiter. Ela é tão fraca que seu comprimento de onda não é visível e sua temperatura raramente passa de 2.400º C. Isso seria quente para os padrões terrestres, mas é extremamente frio para os padrões estelares.

A pesquisa, conduzida por pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, da Universidade de Liège, na Bélgica e demais instuições, realizou extensas observações com um telescópio de 60 centímetros no Chile, que atende pelo nome TRAnsiting Planets and Planetesimals Small Telescope, resultando no nome Trappist que batizou a estrela.

As observações indicam que os dois planetas que realizam a orbitam mais interna, completam o giro em torno da estrela em 1,5 e 2,4 dias, respectivamente, enquanto que a mais remota leva 73 dias. Isso é muito mais rápido do que a órbita de 365 dias da Terra, o que significa que os planetas estão são muito mais perto da Trappist-1 do que o nosso planeta do Sol. Essa proximidade com a nossa própria estrela poderia derreter a Terra, mas no caso desse sistema, isso se explicaria pelo fato de sua estrela ser muito mais fraca e, por esta razão, os planetas ficam mais próximos para serem aquecidos.

O fato é que teremos que ser pacientes para provar que há vida tão longe da Terra, já que uma nave espacial não deve visitar o Trappist-1 tão cedo. Agora que a existências dos planetas é conhecida, telescópios ao redor do mundo poderão estudá-los em todos os comprimentos de onda, de ultravioleta ao rádio, à procura de marcas de metano, oxigênio, CO2 e em suas atmosferas – no caso de possuírem atmosferas. Tudo isso antes do James Webb Space Telescope- que virá após o Hubble – em 2018, trazendo a mais poderosa lente telescópica ao espaço.

Fonte: History

curta_fanpagedeixe-seu-comentario

Related Posts