Uma equipe de astrônomos da NASA anunciou a descoberta do maior exoplaneta já encontrado, que gira em torno de dois sóis, localizado na zona habitável.

Achados desse tipo são apelidados de Tatooines por causa do planeta natal de Luke Skywalker, da saga Star Wars. A família do herói é nativa de um sistema solar duplo, ou seja, que é formado por duas estrelas – uma amarela e outra vermelha, de acordo com a ficção.

No caso da descoberta científica, esse “Tatooine” foi encontrado pelo telescópio Kepler, e sua descoberta foi divulgada na última segunda-feira. As conclusões foram apresentadas na conferência da Sociedade Astronômica Americana, em San Diego, nos EUA.

Batizado de Kepler-1647b, este planeta é um gigante gasoso que realiza a maior órbita para este tipo de planeta, orbitando as duas estrelas em 1.107 dias. As estrelas do seu sistema são parecidas com o nosso Sol; uma é pouco maior e a outra um pouco menor, informaram os astrônomos responsáveis pela descoberta que será publicada na revista Astrophysical Journal.

O Kepler-1647b fica na chamada “zona habitável”, segundo a Universidade de Estadual de San Diego, pelo fato de não oferecer temperaturas extremas, uma condição que pode sugerir a existência de água e (talvez) de vida por ali. No entanto, como se trata de um ambiente gasoso, a vida pode ser algo pouco provável.

De acordo com os cientistas, o planeta descoberto tem 4,4 bilhões de anos e fica na constelação de Cygnus (Cisne), a 3.700 anos-luz de nós – um ano-luz é igual a 9,4 trilhões de quilômetros.

Fonte: History

curta_fanpagedeixe-seu-comentario

Related Posts