Gary McKinnon é um hacker escocês acusado pelos Estados Unidos de perpetrar o “maior ataque de todos os tempos a um computador militar”, sendo assim preso em 2002 pela unidade nacional de crimes high-tech do Reino Unido, após invadir a Nasa e a rede do Sistema Militar dos EUA. Ele diz que passou dois anos procurando por evidências fotográficas de naves alienígenas e tecnologia avançada de energia.

“Eu soube que os governos suprimiram tecnologias antigravidade, tecnologias relacionadas com UFOs, energia grátis ou o que chamam de energia ponto-zero. Isto não deve ser mantido escondido do público enquanto idosos aposentados não podem pagar sua fatura de combustível”, diz McKinnon.

Mas o que ele teria realmente encontrado nos computadores que continham informações ultra secretas?

De acordo com McKinnon, primeiramente ele encontrou uma foto de um objeto em forma de charuto pairando sobre o hemisfério norte. “Eu encontrei uma foto em alta definição de um grande objeto em forma de charuto sobre o hemisfério norte.  Eu fiquei tão chocado pela foto que não pensei imediatamente em salvá-la.  O tamanho do arquivo era tão grande que estava difícil de visualizá-lo em meu computador.  Finalmente eu perdi a conexão, e a foto“.

Mais tarde, quando McKinnon acessou arquivos confidenciais do U.S. Space Command, ele descobriu vários termos navais, tais como ‘transferência de esquadrilha para esquadrilha’, relacionados aos oficiais não terrestres.  Ele disse: “Encontrei uma relação de nomes de oficiais… sob o cabeçalho ‘Oficiais Não Terrestres’. Isto não significa pequenos homens verdes.  O que eu penso é que isso significa que suas bases não são aqui na Terra.  Eu encontrei uma lista de ‘transferência de esquadrilha para esquadrilha’, e uma lista de nomes de naves.  Eu fiz um pesquisa. Não eram nomes de navios da marinha dos EUA. O que vi, me fez acreditar que eles tinham algum tipo de nave espacial“.

A espantosa descoberta de McKinnon começa a deixar claro aquilo que foi revelado pelo então presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, em seu diário presidencial.  Em 11 de julho de 1985, Reagan escreveu: “Almoço com 5 renomados cientistas espaciais.  Foi fascinante.  O espaço realmente é a última fronteira e alguns dos desenvolvimentos lá em astronomia, etc., são como ficção científica, mas são reais.  Eu aprendi que a capacidade de nosso ônibus espacial é tal, que poderíamos orbitar 300 pessoas“.

O comentário de Reagan foi revelador, já que o ônibus espacial que foi recentemente ‘aposentado’, só podia carregar, no máximo, 8 pessoas e somente cinco deles foram contruídos para o vôo espacial.  Mesmo se todas as cinco unidades estivessem completamente carregadas, seria impossível de manter 300 astronautas em órbita.

Estava o ex-presidente revelando a existência de um programa espacial altamente secreto que poderia enviar centenas de astronautas para a órbita terrestre?  De acordo com dezenas de testemunhas militares e corporativas, sim.

McKinnon também teria encontrado informações sobre o que poderia ser uma esquadrilha altamente secreta de naves do tamanho de porta-aviões, que operam no espaço sideral.

Depois de várias audiências realizadas em julho de 2006 no Reino Unido, foi decidido que ele deveria ser extraditado para os Estados Unidos. Seus advogados apelaram contra esta decisão em um recurso impetrado na High Court de Londres em fevereiro de 2007.

Agora que McKinnon está livre do processo de extradição, ele poderá não ser processado pelas autoridades britânicas.  Talvez ele possa revelar mais sobre o que viu nos computadores secretos governamentais e militares dos Estados Unidos, a respeito dos OVNIs e vida extraterrestre.

O vídeo abaixo foi retirado da série Hangar 1 do canal History, nele McKinnon descreve suas descobertas.

icone_facebook-03 deixe-seu-comentario

Related Posts