Em 1957, foi lançado o Sputnik 1,  o primeiro satélite artificial lançado pela Terra.  Eis que então um objeto nomeado ‘Black Knight’ (Cavaleiro Negro), estava contornando o Sputnik 1. Um mês depois com o lançamento do Sputnik 2, o objeto foi novamente visto seguindo, agora  o outro  satélite. Oras, até o lançamento do Sputniki não haviam sido lançados nenhum satélite ao espaço, então o que seria isso?

Em 1963, o astronauta americano Gordon Cooper reportou que viu um OVNI parecido com o Cavaleiro Negro de sua cabine sobrevoando a Austrália.

suttle to no cosmos

Imagem de 1998 do Cavaleiro Negro junto a Estação Espacial.

De início, muitos pensavam que se tratava de um satélite espião russo, mas depois a própria Russa demonstrou interesse em procurar o objeto, que até hoje segue transmitindo sinais de rádio por mais de 50 anos mas nunca foi encontrado, além de relatos de pessoas que viram.

Recentemente, rumores vieram à tona dizendo que Nikola Tesla havia interceptado o sinal do Cavaleiro Negro. Em 1899, Tesla, detectou um sinal de origem extraterrestre, o qual hoje em dia estão conectando com o então desconhecido Cavaleiro Negro.

Black Knight - Tô no Cosmos

A matéria do jornal acima, foi publicada no dia 11 de Fevereiro de 1960 (clique aqui para ler o jornal completo), o qual diz que um satélite negro que pensavam ser dos russos, pairava dando cambalhotes no ar e tinha uma rota misteriosa, o que seria muito difícil de receber um sinal de um satélite assim. A marinha americana também havia recebido um sinal do tal satélite misterioso.

As várias mensagens que foram recebidas pelos operadores de rádio eram bem estranhas e com isso um dos 200px-BootesCCoperadores decodificou que essas mensagens seria um mapa estelar, que se originou há 13000 anos do Sistema Estelar Epsilon Boötis .

Duncan Lunan, um dos operadores de rádio, foi capaz de traduzi a mensagem, que seria essa:

“Começa aqui. Nossa casa é Epsilson Bootis. Que é uma estrela dupla. Vivemos no 6º planetas de um total de 7 – deem uma checada – no 6º de 7 – contando a partir do sol que é o maior dos dois. Nosso 6º planeta tem uma lua, nosso 4º planeta tem três, nosso 1º e 3º tem uma lua cada um. Nossa sonda está na posição de Arcturo, conhecida em vossos mapas.”

No dia 9 de Março de 2014, a Estação Espacial ISS em sua transmissão ao vivo, mostrou quase que imperceptivelmente o que seria o Cavaleiro Negro (clique aqui para assistir).

Blackknightgif-tonocosmos

Imagem do próprio acervo da NASA.

Além do astronauta Gordon e outras pessoas menos conhecidas, o escritor Philip K. Dick, grande romancista conhecido por inspirar filmes como “O Exterminador do Futuro”, “Blade Runenr” entre outros, oito anos antes de sua morte começou a fazer relatos de experiências sobrenaturais que começara a ter.

Em anotações com mais de 8 mil páginas e cerca de 1 milhão de palavras, foram divididos em quatro grupos seus escritos. Entre eles está VALIS, Vast Active Living Intelligence System (Vasto Sistema de Inteligência de Vida Ativa, em português).

philip-k-dick

Capa do livro Valis, com a imagem de Philip K. Dick.

Nesse capítulo ele diz que o Cavaleiro Negro foi enviado para a Terra há muito tempo atrás, por seres com três olhos oriundos de um planeta que orbita a estrela Alpha Piscis Austrini, mais conhecida como Fomalhaut. Tudo isso teria sido visões que Dick teve.

Durante essa época, um fato curioso que aconteceu com Dick, foi ao ouvir a música dos Beatles, “Strawberry Fields Forever”, ele ouviu a letra da música ser trocada por um aviso: “Seu filho tem uma hérnia inguinal direita não diagnosticada e a hidrocele estourou e está descendo para o saco escrotal. Ele precisa de cuidado imediato, ou então ele vai morrer.”. e eis que Dick corre para o hospital com o filho, e o que ouvira realmente era verdade.

Dick costumava ouvir várias mensagens do seu rádio durante a noite, mesmo com o rádio desligado. A partir do final de 1980, dica para de escrever alegando ter uma teofania, uma manifestação de Deus, pouco antes de sua morte.

Até hoje o Cavaleiro Negro continua um mistério, e os governantes e agentes da NASA até hoje não respondem perguntas sobre como esse satélite havia parado em nossa órbita, ao que tudo indica, quando não haviam satélites em nossa órbita.Com certeza eles tem interesse em omitir notícias assim.

Fonte: Tô no Cosmos

curta_fanpagedeixe-seu-comentario

Related Posts