Um grupo de arqueólogos israelenses acaba de revelar a descoberta de um santuário e seu portal antiquíssimo, confirmando, assim, a veracidade histórica do conto bíblico do rei Ezequias.

Na Bíblia, narra-se como Ezequias, que reinou naquela região no século VIII a.C., “removeu os altares pagãos, esmagou as pedras sagradas e quebrou as imagens da deusa Aserá”, em uma tentativa de abolir a adoração das divindade proibidas.

Os pesquisadores desenterraram na cidade de Tel Lachish o portal inteiro, cuja primeira parte havia sido descoberta há várias décadas por uma expedição financiada pelo Reino Unido e pela Universidade de Tel Aviv.

De acordo com Sa’ar Ganor, diretor Autoridade de Antiguidades de Israel, “o tamanho do portal coincide com os conhecimentos históricos e arqueológicos que possuímos”. A porta é a entrada para uma área de 24,5 metros quadrados, onde foram encontradas seis câmaras orientadas para a rua principal da antiga cidade.

O Ministro de Assuntos Estratégicos, Ze’ev Elkin, afirmou que descobertas como essa confirmam “como os contos bíblicos que conhecemos se transformam em fatos históricos e arqueológicos”.


Fontes: Live Science, RT

Imagem destaque: (reconstituição digital do portal da antiga cidade) –  arquitetos Ram Shoaf e Hila Berger-Onn/Israel Antiquities Authority Conservation Department

Imagens no corpo do texto (de cima para baixo): Guy Fitoussi – Israel Antiquities Authority / Clara Amit – Israel Antiquities Authority/ Yoli Shwartz – Israel Antiquities Authority/

 

Related Posts