Caso Rosmead

Um grande caso ufológico africano aconteceu na África do Sul em 12 de novembro do ano 1972.

Por volta de 8:15 da noite, o diretor da escola secundária de Rosmead, Harold Truter, dirigia-se para o trabalho. Nas proximidades da escola ele observou um estranho objeto luminoso, de tons esverdeados, deslocando-se pelo céu disparando um raio luminoso em direção ao chão. De onde se encontrava, ele pôde observar a escola, e oito árvores ao lado da quadra de tênis, exatamente onde o objeto se encontrava. Já próximo da escola ele observou que o OVNI deslocou-se, saindo das proximidades da escola e posicionando-se sobre o cume de uma colina próxima, perto de um estaleiro.

Ao chegar na escola, o diretor sentiu um cheiro de óleo queimado. Olhando por cima do muro percebeu que a quadra de tênis estava destruída. Alguma coisa havia descolado o piso e em várias partestracesphysiques ele havia sido aparentemente revirado. Alguns buracos tinham 12,5 cm de profundidade. Em um deles havia uma poça alcatrão derretido. Posteriormente, durante uma investigação mais detalhada, descobriu-se marcas simétricas semelhantes à marcas de aterrissagens encontradas em diversos casos de pousos em vários países. Mais tarde, pedaços da quadra foram encontrados a 183 metros de distância, em um bosque de eucalipto. Algumas destas árvores apresentavam-se queimadas, secando nas semanas seguintes e morrendo dois meses depois do episódio.

A polícia da cidade recebeu naquela noite numerosas chamadas de pessoas que estavam avistando o estranho objeto. Alguns policiais que passavam pela região, a fim de atender estas chamadas, se tornaram testemunhas oculares do fenômeno.

Related Posts