Toda a história da humanidade é rodeada de contos envolvendo seres estranhos, alguns deles são relatados com mais frequência por pessoas que alegam ser abduzidas, já outros pouco temos conhecimento de onde vêm.

Greys

Os extraterrestres mais “populares” entre nós são os “greys”. São de estatura baixa, em torno de 1,30m. Sua cabeça, ovalada, é desproporcionalmente maior que o corpo franzino. Os olhos são pretos, enormes e oblíquos, contrastando com o reduzido tamanho da boca e do nariz (pode ser que aquilo tudo não sejam olhos, mas, na verdade, uma lente protetora, por não suportar luz forte).

Não apresentam nenhum vestígio de cabelo ou pelo de qualquer espécie. Sua pele é cinza, (daí o nome, que é cinza em inglês) os braços são longos e suas pernas são finas e curtas, bem menores que o corpo. Possuem os sistemas sexual e digestivo hipertrofiados.

Tais descrições de extraterrestres se tornaram muito popular devido às abduções (raptos sofridos por pessoas para efetivação de experiências traumáticas) e se tornaram a “cara” de todos os ETs. Assim como não temos uma só raça de seres humanos, não seria de se admirar que nós tivéssemos várias raças de ETs. E do mesmo jeito, temos ETs “bons”e “maus”.

Os Greys, conhecidos pelos outros extraterrestres como Arcádios, Alfas ou Solipsi Rai, são definitivamente os mais perigosos. São altamente evoluídos tecnologicamente, mas a parte espiritual não acompanhou a evolução. Então, eles não sentem o menor remorso por tais experiências. Para eles, somos gado.

Nos anos 80 começaram os aumentos dos depoimentos de abduções nos EUA, se espalhando logo depois pelo resto do mundo. Todas as descrições que davam deles eram de seres de cor cinza. Ultimamente temos tido muitos relatos de pessoas que viram seres com a mesma descrição física, exceto pela cor, que agora é verde-musgo. Isso pode ser uma alteração genética adaptada ao Brasil, ou mesmo de camuflagem, pois existe a teoria de que cada ser extraterrestre está intimamente adaptado ao meio que estuda. Os “greys” verdes podem ser especialistas em botânica.

Abduções

São uma parte controversa dentro da própria Ufologia atingindo áreas profundas do conhecimento como, filosofia, psicologia, física, química e muitas outras. Temos diversas teorias da conspiração, umas delas aborda um possível acordo entre os greys e os Militares Norte-Americanos, onde através desse acordo, as abduções seriam permitidas em troca de tecnologia.

Temos também a teoria de que os seres que praticam esses sequestros são “extraviados” da Confederação Intergaláctica, que tinham prévia autorização para somente pesquisar plantas e animais de pequeno porte, mas se interessaram pelos humanos.

Geralmente os greys deixam implantes biológicos nas pessoas (os antigos eram de metal, e apareciam em raios-x) que não podem ser detectados. Essa pessoa passa a ser uma “antena” dos greys, desenvolvendo um íntimo contato mental, ou não. A vítima pode saber quando eles aparecerão novamente, ou quando as naves deles estão por perto.

Mas também ocorre que a pessoa dificilmente lembrará que foi abduzida. Muitos desses sequestros se dão durante o sono, e fica difícil dizer se a pessoa sonhou ou se realmente foi para uma nave alienígena. De qualquer forma, sabemos que o corpo físico e astral estão intimamente relacionados, e que uma abdução astral poderia desecandear os mesmos efeitos na vítima.

Plêiades / Venusianos

Por outro lado, temos os “mocinhos”.

Fisicamente semelhante a um homem nórdico, tem altura média de 1,80m, apresenta longos cabelos loiros. Sua pele é branca, muito lisa e emite uma certa luminescência, à semelhança da luz do vagalume. Seus traços faciais são finíssimos, de uma beleza indescritível. Apresentam-se vestidos com um traje branco inteiriço, levemente folgado, fechado na altura do pescoço e nos punhos. Calçam botas da mesma cor e usam um cinto largo, constituído de substância desconhecida. Comunicam-se através de telepatia. Há registros de aparições em várias partes do mundo.

Ficaram famosas as aparições desses seres nos anos 60, criando-se uma legião de seguidores, que fazem desses seres enviados de Deus e diz-se que mantém comunicação constante por meio de incorporação, como os médiuns fazem com os desencarnados.

As mensagens falam que os Pleidianos fazem parte do Comando Ashtar Sheram, que é um cinturão de naves ao redor da Terra, e, ordenado por Sananda (nome cósmico de Jesus) está à frente da frota o comandante Ashtar Sheran (Ashtar significa Pastor de ovelhas). A missão deles é preparar os Terráqueos para a mudança que se dará, onde deixaremos de ser um planeta de expiações para ser de regeneração. Segundo eles, suas naves não tem sistema de defesa.

Astronautas

Não são muito conhecidos ultimamente, mas parecem ter sido bastante populares entre as civilizações antigas. Geralmente aparecem representados em desenhos nas pedras, monumentos, hieroglifos, etc, pelo mundo todo. Temos casos de avistamentos nos anos 60/70, para depois entrar na obscuridade.

Características: Criatura de elevada estatura (2,5 a 3,5m), com aspecto humanóide. Apresenta-se integralmente vestido com uma roupa semelhante à borracha, sanfonada nas regiões dos joelhos e dos cotovelos. Usa capacete de material parecido com o vidro, porém não transparente. É o tipo de E.T. acerca do qual sabemos muito pouco, tendo em vista ter sido contactado visualmente pelos antigos estudiosos de Discos Voadores do Planalto Central uma única vez.

Aparições: arredores de Brasília (estrada que liga Taguatinga à Brazlândia). Há notícias de contatos com esse tipo de Ser em Sete Cidades – PI, Montalvânia – MG, Paraúna – GO e Serra do Roncador -MT.

Não é novidade para a maioria o fato de que todas as missões tripuladas do homem ao espaço são monitoradas de perto por alguma raça alienígena. Em vídeos da NASA podemos ver objetos de luz ou metálicos que ficam “passeando” ao redor da nave ou mesmo dos astronautas. Existem até gravações de Neil Armstrong captadas por rádio-amador, onde, na descida na Lua, foram reportadas enormes naves pousadas numa cratera e acompanhando o voo. Armstrong deixou escapar numa entrevista que os humanos não são bem-vindos lá. Tanto é, que, mesmo com a suspeita de ter água na Lua, não existe previsão de voltar lá tão cedo…

Fonte: ContatoUfo

Related Posts