Os seres humanos têm quatro tipos sanguíneos gerais: A, B, AB e O. Dos tipos de sangue humano, O é o mais comum, é um tipo de sangue universal. Tipos de sangue são divididos em dois grupos, negativo e positivo.

O fator Rh é uma proteína encontrada no sangue humano que está diretamente ligada à do macaco Rhesus. Se o seu sangue é positivo então você tem essa proteína em seu sangue. Se o seu fator for negativo, você não tem essa proteína em seu sangue. A maioria das pessoas, cerca de 85%, tem sangue Rh positivo, o que suporta a ideia de que os humanos seriam uma espécie com a mesma origem de outros, como os primatas criados da mesma fonte. Apenas 15% dos seres humanos têm sangue Rh negativo.

Fatores Sanguíneos - Tô no Cosmos

Tabela com as raças e a porcentagem dos tipos sanguíneos.

Genética Extraterrestre - Tô no CosmosQuando o tipo de sangue é herdado de seus pais, sabe-se que este elemento do fator de sangue humano é a característica mais consistente transmitida aos descendentes.

No norte da Espanha e sul da França é onde podemos encontrar algumas das mais altas concentrações do fator Rh negativo. Em geral, cerca de 40-45% dos europeus têm o grupo Rh-negativo. Apenas cerca de 3% dos descendentes africanos e cerca de 1% de asiáticos ou descendentes nativos americanos tem o grupo de Rh-negativo. Devido ao maior número de europeus, é uma aposta segura, que foi onde ele foi introduzido no código genético humano.

O tipo sanguíneo é uma das características menos mutáveis, e a questão que vem intrigando os cientistas há muito tempo é: De onde vem o Rh negativo?

Se todo ser humano veio de Adão e Eva, como é possível haver vários tipos sanguíneos?

Isso fortalece a teoria de que a raça humana foi realmente “criada”, como alguns povos antigos já sugeriam.

Estranho ou não, alguns cientistas sugerem que num passado distante, seres extraterrestres visitaram a Terra e criaram através de “manipulação genética”, o Rh negativo com a intenção de criar uma raça de “escravos”.

Segundo as tabuletas sumérias, seres de outros planetas visitavam a Terra, e seriam os criadores da raça humana, algo bem similar há algumas criações e mutações genéticas que vemos hoje em dia em laboratórios.

Em nenhum outro lugar ocorre naturalmente a incompatibilidade sanguínea na natureza, quando o corpo da mãe rejeita o filho por ter o fator sanguíneo diferente. Esse fato aponta para uma possibilidade no passado de um cruzamento entre duas raças similares, mas geneticamente diferentes.

Prometheus 2012 - Tô no Cosmos

Até hoje foram descobertos 145 genes misteriosos em nosso DNA, que não vieram de nossos antepassados. O filme Prometheus, nos mostra um caso de manipulação genética entre raças de diferentes planetas.

Em um estudo publicado no Genome Biology sobre HGT (transferências horizontal de genes), foi constatado que 145 genes do DNA humano não é de origem ancestral, o que nos leva a resposta de que é de origem extraterrestre.

Pessoas com o Rh negativo, são consideradas terem como características: QI mais alto, visão sensitiva, alta pressão arterial, baixa temperatura do corpo, e a principal, não pode ser clonada.

Tudo isso pode soar como uma teoria lunática, mas dentro das possibilidades e assim como toda teoria, pode ser a realidade.
Matéria sugerida pelo amigo José do nosso grupo no Whatsapp.

Fonte: tonocosmos

Related Posts